Sensor de Estacionamento – Porque Usá-lo Regularmente
3095
post-template-default,single,single-post,postid-3095,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,columns-4,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1,vc_responsive
 

Sensor de Estacionamento – Porque Usá-lo Regularmente

sensor de estacionamento

Sensor de Estacionamento – Porque Usá-lo Regularmente

SENSOR DE ESTACIONAMENTO – A maioria dos motoristas sente muita dificuldade na hora de estacionar o carro.  Por causa do nervosismo e da insegurança de de  repente cometer alguma atrocidade, eles acabam até mesmo não planejando muito bem aonde vão deixar o veículo ou o estacionam de forma errada, deixando às vezes o carro fora da vaga ou  longe do meio fio, com medo de bater em outro veículo ou danificar o seu próprio.

Para ajudar os condutores a estacionar o carro de maneira tranquila, a tecnologia resolveu entrar em ação e criou o sensor de estacionamento. O acessório é bem parecido com outro bem importante, que é a câmera de ré, que ajuda o motorista a realizar manobras perfeitas e seguras.sensor de estacionamento

Para que serve o sensor de estacionamento?

Tudo que é produzido pela tecnologia tem um sentido muito importante, no que diz respeito à facilitação e a prática de alguma ação. No caso dos sensores de estacionamento, a sua principal função é ajudar o motorista a estacionar o seu carro com rapidez e perfeição, mesmo em vagas pequenas sem a possibilidade de causar algum acidente ou estragar alguma parte do carro, como faróis e para-choques.

Anteriormente, o sensor de estacionamento era um acessório introduzido apenas em carros importados e de luxo, que já saiam de fábrica com o dispositivo acoplado. No entanto, devido a expansão do mercado de acessórios automotivo, esse objeto pode ser instalado hoje em qualquer tipo de carro, mesmo ele sendo bem popular.

Como trabalha o sensor de estacionamento?

Os sensores de estacionamento funcionam com base na tecnologia de ultrassons.  Eles conseguem perceber obstáculos que estão a certa distância, que é programada pelo fabricante.  Ao visualizar esses obstáculos, antes de estacionar, o sensor alerta o motorista através de um sinal que emite som. Quanto mais perto o empecilho estiver do carro mais alto e mais frequente será o seu som, indicando que o obstáculo está muito próximo do carro.

Quais as vantagens de instalar sensor de estacionamento no carro?

Quem já faz uso do sensor de estacionamento no seu automóvel, confirma que ele é fundamental e eficaz.  Uma das maiores vantagens desse acessório é que além de identificar objetos próximos ao carro, como outro veículo ele identifica também a presença de pessoas, ajudando a evitar acidentes e atropelamentos, principalmente se uma eventual criança se aproximar do carro.

Você esta lendo: Sensor de Estacionamento – Porque Usá-lo Regularmente

Também vai gostar de ler: Dicas Para Evitar o Tédio No Trânsito

Existem muitos modelos de sensores de estacionamento no mercado, alguns mais simples e outros mais avançados, com mais funções. Os mais desenvolvidos possibilita que o motorista veja no próprio painel do carro a exata distância que ele está do obstáculo, isso é importante porque aumenta o ângulo de percepção do motorista, uma vez que ele pode enxergar todo o diâmetro atrás do carro.

Outra vantagem bem interessante é o custo benefício do acessório. A sua aquisição e instalação sai entre 400 e 900 reais, ainda assim vale a pena adquiri-lo. Afinal o custo com reparos de peças, como faróis e pára-choques que podem ser estragados com algum acidente por causa de um estacionamento inseguro, pode custar bem mais caro do que esse valor.

O sensor de estacionamento possui alguma desvantagem?

Os sensores de estacionamento podem ser instalados tanto na parte da frente como na parte de trás do carro, ou pode possuir os dois modelos ao mesmo tempo, o que vai dar mais segurança ainda ao condutor. Nesse contexto, a única desvantagem (se é que é uma) que se tem ao fazer uso dessa ferramenta no carro é com relação ao barulho que esse acessório produz quando é acionado um alerta de perigo.

Quando o automóvel tem um sensor de estacionamento na parte da frente, esse pode emitir som, até mesmo no trânsito, quando um carro está muito perto. Isso pode acabar irritando algum motorista ou pedestre. No entanto, esse é um problema fácil de ser resolvido, basta desativar o dispositivo e só acioná-lo quando for estacionar o carro.

Você sabia que existem carros que estaciona sozinho?

Pois é. Não estou falando nenhuma blasfêmia. Essa possibilidade realmente existe quando o assunto é tecnologia mecânica e essa é a última invenção do momento. Alguns carros da marca Mercedes Classe A , por exemplo, estão sendo fabricados com uma direção elétrica assessorada que permite que o veículo seja conduzido de forma autônoma.

Essa tecnologia possui um dispositivo que quando é acionado, ele permite que o carro estacione sozinho, utilizando de forma precisa o espaço da vaga de estacionamento.  A função do motorista fica sendo apenas de dominar as mudanças, acelerar ou acionar as travas com o intuito de fazer com que o veículo estacione de forma paralela.

Resumindo

As tecnologias introduzidas nas indústrias automobilísticas e no mercado de acessório automotivo, tem facilitado muito a vida dos condutores de veículos.  Os sensores de estacionamento, por exemplo, ajuda com precisão a fazer com que o motorista estacione de forma segura e tranquila.

Deixe seu comentário abaixo sobre esse assunto. Ele é muito importante para nós.

 

No Comments

Post A Comment